BANDA

  • GuilhermeAE
  • RogerioAE
  • EduardoAE
  • grevaoAE

Guilherme de Sá

Guilherme de Sá nasceu em Limeira, em 1980. Ingressou na Banda Rosa de Saron em 11 de Março de 2001.

É autodidata e possui ouvido absoluto. Exigente, é o responsável pela produção musical e artística do Rosa de Saron.

Destaca-se pela sua capacidade de domínio vocal e sensibilidade musical. Está sempre antenado ao cenário musical, do pop ao rock.

Como compositor, sempre prioriza a “música mensagem”, que na sua forma de ver, é o principal item dentro de qualquer canção.

Embora sempre disponível, Guilherme é reservado e é fã da boa educação. Preza pelo bom relacionamento e capacidade de sempre melhorar.

É religioso e acredita que, com Deus à frente, tudo se resolve. Sempre!

 

Rogério Feltrin

Rogério Feltrin nasceu em Campinas/SP, em 25 de fevereiro de 1972. É formado em Publicidade e Propaganda pela PUC, casado com Renata e pai de Mariana e Carolina.

Aos 11 anos, quando ingressou na fanfarra do colégio Salesiano, começou a aprender seus primeiros acordes de violão e, aos 13, montou uma banda de rock no colégio onde passou a tocar baixo. A partir de então, não tinha mais jeito! Rogério descobriu o que realmente iria amar fazer: música!

Teve seus primeiros contatos com o palco através de festivais e festas. Em 1987 viveu sua primeira experiência real com Deus, por meio de um encontro de oração realizado por um grupo da Renovação Carismática Católica de Campinas.

Foi participando de grupos de oração, animados naquela época apenas por violões, que surgiu em seu coração a ideia de montar uma banda com bateria, guitarra, baixo e teclado para tornar os grupos e encontros mais atraentes e interessantes aos jovens. Dessa ideia, em 1988, fundou a banda Rosa de Saron.

Além de baixista, Rogério Feltrin é compositor, gerencia as conteúdos de Internet, a área de comunicação, além de ser o responsável pelo material de merchandising do Rosa de Saron.

Em 2008, publicou o seu primeiro livro, “Rock, Fé e Poesia”, onde em pouco mais de duzentas páginas - em uma linguagem simples, porém envolvente - narra os 20 anos da banda Rosa de Saron desde a formação até a gravação do DVD Rosa de Saron Acústico e Ao Vivo.

Como fundador, acalenta o sonho de envelhecer tocando no Rosa e dar sua contribuição para que esse trabalho cresça e se aprimore a cada dia, proporcionando às pessoas, SEMPRE, uma mensagem verdadeira e transformadora de fé, amor e esperança.

 

Eduardo Faro

Nascido em 22 de setembro de 1974, Eduardo Faro é natural de Campinas - SP, casado com Andreza e filho do Sr. Nilson e Helenice. Começou a mexer com música logo que teve seu primeiro contato com a fé em 1989. Em 1990, estudante de guitarra, ingressou no Rosa de Saron.

Sua entrada na banda foi marcante trazendo para o grupo uma guitarra mais forte e muitas composições que iniciaram o ciclo de gravações do Rosa de Saron em 1994 com o disco “Diante da Cruz”.

Faro é um dos principais compositores da banda e autor de músicas como: “Muitos Choram”, “Monte Inverno”, “Dores do Silencio”, “Chance”, “Linda Menina”, “Roda Gigante”, “Angústia Suprema” entre inúmeras outras espalhadas por todos os trabalhos da banda nesses 20 anos. Letras que selaram e influenciaram o Rosa de Saron, trazendo profundidade, poesia e vivência de vida.

Sonhador e apaixonado pelo que faz, sonha em ver o trabalho espalhado pelos quatro cantos do Brasil e levando essa mensagem positiva de amor e fé.

Wellington Greve

Nascido em Campinas/SP, em 13 de junho de 1975, Wellington Greve, mais conhecido como “Grevão”, é casado com Carla e pai de Letícia e Luiza.

Desde a infância já demonstrava aptidão para a música. Mas por ser um garoto muito “enérgico” e a escola muito rígida, sempre era cortado das aulas de música do colégio.

Em 1989, sua mãe o viu batendo latas e batucando no ar. Foi então que convenceu o seu pai a lhe dar sua primeira bateria. Era uma batera usada, colada com frita crepe, torta, com um ferro no meio do bumbo para segurar os tons, mas que para ele tinha um grande valor, pois foi onde começou a praticar suas primeiras levadas.

Em 1990, um amigo o convenceu a estudar bateria. Estudou apenas dois meses e abandonou as aulas. Aprendeu a tocar na raça em bares noturnos e logo formou uma banda cover, a Píer 6, formada por membros do crisma da sua paróquia. Eram ligados a ações sociais arrecadando fundos, roupas e alimentos.

Em 1991, iniciou uma busca religiosa que o fez chegar mais perto de Deus. Começou, então, a tocar em grupos de oração, retiros, chegando a ser coordenador de música da Renovação Carismática Católica de Campinas.

Em 1995, quase desistindo da igreja, Deus colocou em seu caminho a banda Rosa de Saron. Seu primeiro show foi na God’s People, em São José dos Campos/SP, e a primeira vez em estúdio foi na gravação de “Angústia Suprema”, onde inovou gravando com bateria acústica (até então usavam bateria eletrônica em estúdio).

Pegada forte, ritmo, carisma e bom relacionamento com o público são características marcantes de Wellington Greve. No Rosa de Saron, além da batera, cuida da produção do show, como cenários e equipamentos da equipe técnica. Desde o CD Horizonte Vivo Distante, é o coordenador executivo de todos os trabalhos da banda, respondendo pelos CDs e DVDs.